Publicado em

[Compacto] 500 Milhas de Kart – Kartódromo Granja Viana – 2009

Estréia Hoje as 21h30 em nosso canal do Youtube mais um video exclusivo produzido pela Race Brasil.

O video é do ano de 2009 , um compacto capturado e editado por Mike Dos Santos . Contem 80 minutos de duração com imagens de pista , box , bastidores …não deixe de acompanhar essa estreia e participar do chat e interagir com a arquibancada virtual!

Informações Sobre o Video:

[Compacto]500 Milhas de Kart [Kartódromo Granja Viana][2009]

Local: [Granja Viana -SP]
Categoria : [500 Milhas]
Data: [2009]
Imagens: [Mike Dos Santos]
Edição: [Mike Dos Santos]
Produtora: PPB
Site: Race Brasil

Conheça a Race Brasil
Site https://www.racebrasil.com.br
Youtube https://www.youtube.com/racebrasil
Facebook https://web.facebook.com/racebrasiloficial
Instagram https://www.instagram.com/racebrasiloficial

Preparamos um Clipe pra você sentir um gostinho do que você vai acompanhar as 21H30.
https://www.youtube.com/watch?v=DWM4rEEKpok

Domingo, 6 de dezembro de 2009

Ao lado de Felipe Massa, Lucas Di Grassi garantiu a primeira posição no kartódromo Granja Viana.Após realizar testes pela equipe Renault de Fórmula 1, o brasileiro Lucas Di Grassi (Clear/Eurobike/Schioppa) voltou rapidamente ao Brasil por um único motivo. A disputa da tradicional prova de final de ano 500 Milhas da Granja Viana neste sábado (5). Tendo como companheiros Felipe Massa e Júlio Campos, o paulista venceu a prova de 2009, após 644 voltas no traçado localizado em Cotia, região metropolitana de São Paulo.

O piloto brasileiro chegou ainda no sábado para a corrida. “Só pude passar em casa rapidamente para deixar minha mala e correr para o kartódromo para a prova. Ainda nem pude ver meus familiares direito”, contou Lucas, que chegou a dar mais de 120 voltas em Jerez de La Frontera, na Espanha, em um único dia e completou 800 quilômetros em testes nos dois dias que treinou com a equipe francesa.

“Foi uma corrida bem tranqüila. Estivemos sempre rápidos e sem nenhum problema no kart, o que foi fundamental para a vitória. Eu e o Felipe fizemos todo o planejamento juntos e deu tudo certo. A equipe trabalhou muito bem e fizemos o melhor possível para levar esse título”, comemorou o piloto, que já havia vencido a prova em 2007, ao lado de Rubens Barrichello, Tony Kanaan e Felipe Giaffone.

Curiosamente Lucas só participou de duas edições das 500 Milhas da Granja Viana, em 2007 e 2009, e venceu ambas. “Essa prova reúne os melhores pilotos do Brasil, com karts iguais e motores sorteados. Então não é nada fácil de ganhar, o que torna nossa vitória hoje ainda mais especial”.

Revezando a “tocada” do kart em apenas três pilotos durante todas as 644 voltas da corrida (uma média de 214 voltas por integrante da equipe), poupar o equipamento foi um dos pontos essenciais para a vitória, de acordo com o companheiro de Lucas, Felipe Massa. “Acho que foi uma vitória merecida, porque lideramos praticamente desde a primeira curva. Montamos uma equipe que foi constante durante todo o tempo. O preparador Renato Marlia fez um trabalho notável e Di Grassi e o Julinho (Campos) andaram muito bem, poupando o equipamento, sem colocar o kart sobre as zebras”, elogiou o piloto da Ferrari na Fórmula 1.

Após o final da prova, Di Grassi sentiu o peso da viagem de volta da Europa e da longa prova na kartódromo. “O cansaço está batendo forte agora mas, mesmo assim, temos mais é que comemorar ainda hoje (sábado)”, finalizou o piloto.

Confira os dez melhores na 13ª edição das 500 Milhas da Granja Viana:

1º) Felipe Massa, Lucas di Grassi e Júlio Campos, 644 voltas em 10h58min17s642
2º) Leonardo Nienkotter, Ricardo Zonta, André Nicastro, Francesco Ventre, Eduardo Dieter e Guilherme Silva, 642
3º) Rubens Barrichello, Tony Kanaan, Felipe Giaffone, Renato Russo e Osvaldo Negri, 642
4º) Nelsinho Stanisci, Jefferson Muccio, Sebe Malucelli, Alan Siedell, Allan Syrthes, Victor Calman e Arthur Guilherme, 640
5º) Onassis de Souza, Denis Dirani e André Matinha, 639
6º) Vinicius de Souza, André Matinha e Fábio Orsolon, 639
7º) Luiz Cordeiro Filho, Yan Cunha e Igor Veras, 639
8º) Rodrigo Stephani, Yuri Alves, Fernando Carvalho e Joel Mendes Jr., 638
9º) Marcelo Monteiro, Marcelo Oliveira, Henrique Lambert e Jelson Teixeira, 637
10º) Felipes Apezzatto, Felipe Lapenna, Galid Osman, Victor Guerin e Dudu Massa, 636

Fonte: Imprensa ReUnion Press

Publicado em

RaceBrasil anuncia calendário 2022 para categorias Megane & Fórmula 4

Feliz natal e boas festas para você piloto que nos acompanha nesse projeto da nova Race Brasil .

Voltamos com tudo já fazendo uma pré temporada de testes iniciais para levar a você piloto o melhor formato de campeonato para 2022.

Finalizamos a pré temporada com um ótimo feedback tanto dos pilotos quantos dos espectadores que nos acompanharam ao vivo durante as transmissões , sendo assim vamos seguir com o formato para as temporadas de 2022 das categorias Megane e Fórmula 4.

Temos Também a novidade do sistemas de Carteira de Piloto Race Brasil , uma nova maneira de se punir pilotos que prejudicam a corrida do próximo com ou sem intenção.

>> Configurações dos Servidores de Corrida

Categorias – Megane e Fórmula 4

Slots : 35
ABS: Mínimo
Tração : Fórmula 4 [ Mínimo ] Megane [ Médio ]
Danos : 80%
Horário Largada : 10:00am
Progressão de Tempo : x2
Regras de Bandeira : Bandeira azul e Preta
Desgaste Pneus : Normal
Desgaste Combustível : Normal
Condição da Pista : Progresso Natural
Escala Emborrachamento de pista : x2
Clima : Variável por conta do próprio simulador
Largada : Parada
Setup : Fixo [ Desenvolvido Pela ADM da Liga ]
Atenção !!! Obrigatório Nome e Sobrenome > seguindo esse Padrão > ex Niki Lauda ou ex Paul Di Resta.
Pilotos usando apelidos ou tags não poderão participar das Corridas Oficiais até renomear para o Padrão.

Configurações Baterias e Horários : [ Megane ]
RaceBrasil T1 2022 Megane :
Briefing : 21:20h [ Obrigatório a presença de todos para receber a senha do servidor ]
Link Para Acessar o Briefing : https://discord.gg/q3KzATUuAp
Bateria 1 :
Qualificação : 5 minutos [ inicio : 21:30 ] [ sem limite de voltas ] [ proibido o uso do esc fora da linha de box ]
Corrida 1 : 25 minutos [ inicio : 21:40 ]
Qualificação : Inversão do Grid 6 Primeiros [ inicio : 22:10 ]
Corrida 2 : 15 minutos [ inicio : 22:15 ]

Pontuação Megane :
Classificação : Pole 3 pontos : Segundo 2 pontos : Terceiro 1 ponto
Melhor Volta : 1 ponto
Corrida 1 : 20 – 18 – 16 – 14 – 13 – 12 – 11 – 10 – 9 – 8 – 7 – 6 – 5 – 4 – 3 – 2 – 1 [ Pontuam do 1º ao 17º ]
Corrida 2 : 10 – 9 – 8 – 7 – 6 – 5 – 4 – 3 – 2 – 1 [ Pontuam do 1º ao 10º ]

Configurações Baterias e Horários : [ Fórmula 4 ]
RB Pré Temporada Fórmula 4 :
Briefing : 22:40h [ Obrigatório a presença de todos para receber a senha do servidor ]
Link Para Acessar o Briefing : https://discord.gg/q3KzATUuAp
Bateria 1 :
Qualificação : 5 minutos [ inicio : 22:50 ] [ sem limite de voltas ] [ proibido o uso do esc fora da linha de box ]
Corrida 1 : 25 minutos [ inicio : 23:00 ]
Qualificação : Inversão do Grid 6 Primeiros [ inicio : 23:30 ]
Corrida 2 : 15 minutos [ inicio : 23:40 ]

Pontuação Fórmula 4 :
Classificação : Pole 3 pontos : Segundo 2 pontos : Terceiro 1 ponto
Melhor Volta : 1 ponto
Corrida 1 : 20 – 18 – 16 – 14 – 13 – 12 – 11 – 10 – 9 – 8 – 7 – 6 – 5 – 4 – 3 – 2 – 1 [ Pontuam do 1º ao 17º ]
Corrida 2 : 10 – 9 – 8 – 7 – 6 – 5 – 4 – 3 – 2 – 1 [ Pontuam do 1º ao 10º ]

>> Downloads Necessários :

Simulador : rFactor 2
https://store.steampowered.com/app/365960/rFactor_2

Race Brasil MEGANE T01 2022 Mod :
download: Oficina Steam: RACEBRASIL MEGANE T01 2022 (steamcommunity.com)
Race Brasil FORMULA 4 T01 2022 Mod :
download : Oficina Steam: RACEBRASIL FORMULA 4 T01 2022 (steamcommunity.com)

>> Carteira de Piloto Race Brasil

A Liga Race Brasil chega com uma novidade para coibir os incidentes e acidentes durante nossos campeonatos .
Cada Piloto Inscrito em nossa temporada terá um limite de 20 pontos [ Durante cada temporada ] como limite máximo de pontos a serem antingidos antes de cumprir uma Etapa [ duas corridas ] de suspensão.
Tendo como reincidência de mais 20 pontos antes do témino da temporada o mesmo será excluido do campeonato , até o final de sua temporada e não irá poder se inscrever para a temporada seguinte da categoria que ele antigiu os 40 pontos.

Pontuação na Carteira
advertência : 1 ponto
Infração Leve : 3 pontos
Infração Média : 6 pontos
Infração Grave : 10 pontos
Acúmulo de Pontos
6 Pontos : Proibido de fazer o qualy da etapa seguinte
12 Pontos : Larga do Box na etapa seguinte
20 Pontos : Proibido de participar da Etapa seguinte [ duas corridas ]
40 Pontos : Exclusão Definitiva do Campeonato + temporada seguinte sem ter o direito a inscrição.

>> Calendário T01 Campeonato RaceBrasil – Megane & Fórmula 4 – CLASSIFICATÓRIA – T01-2022
• 12/01 – Loch Drummond
• 19/01 – Toban
• 26/01 – Sonoma
• 02/02 – Buddh GP

>> INSCRIÇÕES ABERTAS

>> Valores até 05/01/2022
Valor por temporada 4 Etapas – 8 Corridas

Categoria Megane
1- Piloto – R$ 40
2- Pilotos – R$ 70
4- Pilotos – R$ 120
Categoria Fórmula 4
1- Piloto – R$ 40
2- Pilotos – R$ 70
4- Pilotos – R$ 120

>> Valores após 05/01/2022
Valor por temporada 4 Etapas – 8 Corridas

Categoria Megane
1- Piloto – R$ 50
2- Pilotos – R$ 80
4- Pilotos – R$ 140
Categoria Fórmula 4
1- Piloto – R$ 50
2- Pilotos – R$ 80
4- Pilotos – R$ 140

>> Valores Fixos até Inicio da Temporada 06 [ 29/06/2022 ]

>> Formas de Pagamento

PIX
mike@racebrasil.com.br

TED
Banco : 0260
Nu Pagamentos S.A – Nu Bank
Agencia : 0001
Conta : 36377487-4
Michael Leite Teixeira
CPF: 355541678-29

>> PREMIAÇÃO
Os campeões, vice-campeões, Equipes Campeãs, e Pilotos Revelação de cada Categoria (Megane e Formula 4) ganharão Troféus Personalizados (altura 30cm) ao Final de cada Temporada.

Entre no nosso Grupo do Whats app Para Maiores Informações!
https://chat.whatsapp.com/G0poadziN9s8jBFcOmmoTH

Live Time Race Brasil
https://racebrasil.liveracers.com/Live
Nossas Redes Sociais
Instagram : @racebrasiloficial
Facebook : https://www.facebook.com/racebrasiloficial
Youtube : https://www.youtube.com/user/racebrasil
Site : www.racebrasil.com.br

#tevejonapista

Mike Dos Santos – CEO RaceBrasil

Publicado em

O Maior Campeonato Brasileiro de Kart da História

Recorde de inscritos, disputas de tirar o fôlego e uma ótima repercussão fizeram a 56ª edição do Campeonato Brasileiro, finalizada no último sábado (18) no Kartódromo Beto Carrero, em Penha (SC), entrar para a história do kartismo nacional.

Com 20 campeões (um decacampeão, um tetracampeão, dois tricampeões, dois bicampeões e 14 novos campeões), a competição – organizada pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) em parceria com a Federação de Automobilismo do Estado de Santa Catarina (FAUESC) – teve 545 inscrições e superou o recorde anterior (522), registrado também no Beto Carrero, na edição de 2017 e, que na época, rendeu ao Brasil uma homenagem da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) pela realização do maior evento de kart do mundo.

Entre as 22 federações do país, 18 foram representadas no Brasileiro deste ano (BA, DF, ES, MA, MT, RJ, MS, SP, TO, SC, GO, CE, RS, PA, MG, RN, PE e PR). A Federação de Automobilismo de São Paulo (FASP) contou com o maior número de inscrições (162).

Correndo em casa, os pilotos filiados à FAUESC também fizeram bonito, ficando em segundo (128), seguidos pelos pilotos da Federação do Paraná de Automobilismo (FPRA), com 63 inscrições.

Na briga entre os chassis, a Mini ficou com seis títulos (Super Sênior – Rodrigo Piquet; Sênior B – Gustavo Kalinowski; Novatos – João Tesser; Mirim – Bernardo Leal; F4 Super Sênior Master – Luiz Armani e OK Júnior – Guilherme Quinteiro).

A Bravar faturou quatro (Super Sênior Master – Amílcar Mugnaini; Júnior – Matheus Ferreira; Graduados A – Matheus Morgatto e Cadete – Christian Mosimann).

A CRG também teve quatro campeões (Júnior Menor – Gabriel Sano; Sênior A – Leonardo Nienkotter; Graduados B – Gabriel Gomez e OK – Olin Galli), assim como a Thunder (KZ Sênior – Waldir Belizario; F4 Sênior – Roberto Wuthstrack Júnior; F4 Júnior – Rafael Vasco e F4 Graduados – Murilo Fiore).

A DR foi campeã na KZ Graduados, com Bruno Grigatti, e a Mega Kart na F4 Super Sênior, com Marcos Adriano.

O evento também contou com grande repercussão na mídia. As finais dos dois grupos nos dias 11 e 18 de dezembro somaram mais de nove horas ao vivo no SporTV e no portal CATVE. No canal da CBA no YouTube também foi possível acompanhar as baterias classificatórias ao vivo. Só na sexta-feira, dia 17, foram quase 12 horas de transmissão ao vivo, com disputas de 31 corridas.

Na pista, as finais também foram de tirar o fôlego, com alguns campeões sendo conhecidos nos metros finais e algumas boas surpresas. A final mais apertada foi a da OK. O carioca Olin Galli faturou seu décimo título nacional, com apenas 0s121 de vantagem para o vice-campeão, Matheus Morgatto.

Outra importante novidade nesta edição do evento foi toda a estrutura montada pela CBA, com 20 câmeras fixas, espalhadas pelos 1.240 metros do Kartódromo Beto Carrero, com imagens ao vivo e que auxiliaram nas análises de incidentes por parte dos Comissários Desportivos.

Numa sala especial, com seis monitores, um comissário fixo pôde assistir as provas, anotar as ocorrências e checar todas as informações passadas pelos comissários de pista, podendo rever os incidentes quantas vezes necessário para aplicar as possíveis punições.

‘Foi um evento enorme, em todos os sentidos, que nos deu um grande trabalho, mas também muita realização. Finalizar nosso primeiro ano à frente da CNK desta forma foi gratificante. Montamos uma equipe de trabalho fantástica e um corpo de oficiais de prova grande e competente”, destacou Rubens Carcasci, presidente da Comissão Nacional de Kart da CBA.

“Claro que podemos melhorar, esse é nosso dever, fazer o esporte avançar. Mas entendo que entregamos um campeonato onde tudo funcionou, desde a limpeza e segurança, até a programação que foi cumprida sem atrasos, passando pelo atendimento aos pilotos, um dos focos desta nova gestão da CBA’, lembrou.
“Aproveito, mais uma vez, para agradecer ao Giovanni Guerra, presidente da CBA, pela confiança no meu trabalho e de todo o time da CNK. Foi um ano de muito trabalho, mas de grandes conquistas. Que em 2022, possamos ter mais motivos para celebrar”, completou o presidente da CNK.

Fonte: FG Com | Assessoria de Comunicação CBA

Publicado em

RXR, equipe de Rosberg bate X44, de Hamilton e leva primeiro título da Extreme E

Johan Kristoffersson e Molly Taylor terminaram X-Prix Jurássico na quarta colocação, o necessário para garantir o título da temporada inaugural da categoria

Com 155 pontos para cada lado, a dupla da RXR foi a campeã por ter vencido os eventos na Arábia Saudita, Senegal e Sardenha, enquanto a X44 venceu apenas neste domingo, apesar de 100% de aproveitamento nas classificações.

A votação popular do GridPlay premiou a X44 com a chance de escolher a posição na largada, com Loeb e Gutiérrez optando pela vaga do meio. A RXR ficou diretamente ao lado, na esquerda, enquanto uma regra nova para a final determinou que as pilotos deveriam iniciar a prova.

Gutiérrez usou seu boost de 400kW para assumir a liderança na primeira curva, enquanto Taylor teve um stint inicial complicado, mas sabendo que a quarta posição era suficiente pelo título, disputando ainda com a JBXE, de Jenson Button, a Acciona – Sainz e a Andretti Autosport.

Com Gutiérrez abrindo uma boa vantagem para a X44, a RXR caía ainda mais, caindo para a quinta posição, o que daria o título para Loeb e Gutiérrez.

Mas uma rodada de Laia Sanz aliviou a pressão da RXR. Gutiérrez encerrou seu stint com uma vantagem de mais de 3s para o segundo colocado, entregando o carro para Loeb. O francês aumentou a diferença para a dupla da JBXE para garantir a vitória da etapa, realizada no Reino Unido.

Isso, combinado com o bônus de cinco pontos por fazer o tempo mais rápido da etapa, deixou a X44 com 155 pontos. Mas Kristoffersson trouxe o carro da RXR até a linha de chegada para terminar na quarta posição necessária para garantir o título.

Publicado em

Autódromo de Curitiba começa a ser demolido, mas decisão da Justiça força interrupção

Bairru Urbanismo, dona da propriedade onde está o Autódromo de Curitiba e que planeja um empreendimento imobiliário no local, chegou a colocar escavadeiras na pista

As primeiras horas da manhã desta sexta-feira (17) viram uma correria no Autódromo Internacional do Curitiba, desativado desde que recebeu a Copa Truck no começo do mês e ameaçado de destruição. Um vídeo gravado por membros do Movimento SaveTheAIC, que tenta evitar o sumiço do circuito, mostrava escavadeiras na pista trabalhando e destruindo uma parte do traçado local. Mas a decisão da Justiça forçou a interrupção das obras.

Na realidade, a Vara de Fazenda Pública de Pinhais, localizada na Região Metropolitana de Curitiba e onde realmente está o autódromo que leva o nome da capital paranaense, determinou ainda na última quinta-feira que o circuito não fosse destruído até que o processo de tombamento seja concluído pelo órgão responsável, o Conselho Municipal de Patrimônio Cultural. Este é o segundo processo de tombamento que visa evitar a derrubada da pista. O primeiro não prosperou.

A decisão a Justiça adianta que o pedido de tombamento se dá porque as obras vão descaracterizar o patrimônio histórico, cultural e paisagístico local. A destruição será irreversível.

A dona do imóvel é a construtora Bairru Urbanismo, que definiu pela derrubada do autódromo e a construção de um empreendimento imobiliário. De acordo com a decisão judicial, os envolvidos no processo têm dez dias para se manifestar.

“Quanto à área do Autódromo, o Município de Pinhais esclarece que trata-se de propriedade particular, sem qualquer interferência da municipalidade em seu funcionamento ou administração”, disse a prefeitura de Pinhas em comunicado. “Destaca-se que, como se tem conhecimento, os proprietários do imóvel decidiram dar-lhe uma nova destinação, com a implementação de um novo empreendimento imobiliário. Tal projeto foi apresentado ao Município e cumpre todos os parâmetros legais e necessários para sua consecução, conciliando o interesse urbanístico e a preservação histórico cultural. Cumpre-nos informar ainda que, o projeto de Operação Urbana Consorciada, obedeceu aos necessários trâmites legais, inclusive com a realização de audiência pública que contou com a participação massiva da sociedade”, seguiu.

“No que se refere à solicitação de Tombamento do Autódromo, o Município de Pinhais informa que está pendente de análise e decisão do competente Conselho Municipal, respeitando todos os trâmites administrativos/legais. Quanto à decisão liminar, noticiada pela imprensa, a intimação da municipalidade ocorreu na data de hoje, ao final desta manhã, a qual está cumprida em seus termos, naquilo que compete ao Ente Público”, finalizou.

Ao G1 Paraná, a Bairru reforçou que não tinha sido informada oficialmente sobre a decisão de congelar a derrubada da pista e que fora permitida um dia antes, na quarta-feira, a começar as obras. Defendeu, ainda, que se trata de uma propriedade particular, mas parou as obras pela definição da Justiça e pretende recorrer assim que receber a decisão oficialmente.